aula online

5 dicas essenciais para apoiar as aulas remotas dos filhos

Novos desafios estão sendo enfrentados pela comunidade escolar, com o cenário da pandemia do Covid-19. Desde março de 2020, as escolas estão criando diversas estratégias para adaptar o ensino para a realidade remota, em função do isolamento social. Neste “novo-normal”, professores, alunos e famílias foram transportados para o processo de ensino-aprendizagem com o uso tecnologias em plataformas online. 

Com este cenário, ficou mais evidente que o papel de educar tem participação fundamental da família, uma vez que, os conceitos e valores que norteiam a criança durante a vida, são transmitidos pelos pais e responsáveis. Fato é que, a rotina das famílias com filhos mudou bastante e os pais estão com uma certa dificuldade em lidar com a educação integral em casa.

Uma pesquisa da EY-Parthenon (Boston-EUA), em conjunto com a Educa Insights (SP), realizada em 2020, aponta que os pais enfrentam muitos obstáculos no apoio aos filhos durante a pandemia. O estudo, intitulado “Impacto da Covid-19 no ensino básico privado no Brasil”, afirma que dois em cada três pais pesquisados (66%), relatam dificuldade em lidar com o ensino remoto. Esta mesma amostra da pesquisa, aponta que os pais sentem que seus filhos estão aprendendo mais devagar.

Após um ano desta realidade pandêmica, ainda estamos escutando dos pais e responsáveis o quanto a rotina de aulas online tem sido desgastante. Por isso, separamos neste artigo 5 dicas essenciais para as famílias, no apoio ao processo de educação a distância. Confere aí se vocês estão adotando todas elas:

  1. Organize o ambiente: Um ambiente organizado, prepara o cérebro do estudante para ficar focado e atento às aulas. O espaço de estudo deve estar livre de muitas interferências visuais e de preferência que seja um local de maior silêncio possível.  O momento de estudo deve ser respeitado e é importante que na hora da aula a criança não seja interrompida ou que alguém fique mexendo em objetos do espaço em que ela está. Disponibilizar o fácil acesso aos materiais é também de extrema importância, para que a criança crie autonomia e entenda que aquele momento e local é destinado ao estudo.

2. Crie uma rotina de horários: Simular uma rotina de horários, como era feito no modelo presencial, possibilita maior envolvimento e interesse das crianças com as aulas. Estimular a participação diária e a pontualidade são essenciais. Além disso, é importante criar horários específicos para as tarefas do dia a dia, tais como: a realização do para-casa e dos trabalhos, da higiene pessoal, da alimentação, o momento das brincadeiras e outros. Criar um quadro de horários ajuda as crianças e os responsáveis a se situarem.

3. Uso do uniforme: É comum que quando a criança está no conforto do lar, queira ficar de pijama o dia todo. Estar vestido de forma adequada pode ajudar o aluno a se engajar de maneira mais produtiva nos dias de quarentena. Ainda que não seja exigido colocar o uniforme, se preparar adequadamente para participar das aulas ajuda o aluno a estar disposto e alerta para aquele momento.

4. Apoio nas tarefas:  É muito importante que a criança sinta que um adulto está ali para auxiliá-la no quer for preciso. Ter uma supervisão durante as aulas e depois delas é fundamental. Fique atento às postagens e aos prazos de entrega das tarefas a serem realizadas. Incentive que a câmera fique ligada e o áudio seja acionado apenas quando solicitado pelo professor ou em caso de dúvidas. Questione seu filho sobre o que ele aprendeu e ouça-o. Entenda se ele adquiriu as bases fundamentais de conhecimento durante os estudos. 

5. Atente-se às habilidades emocionais e sociais: Fora do ambiente escolar presencial, também é possível estimular o ganho de habilidade emocionais e sociais tais como:  autodisciplina, responsabilidade, gerenciamento de tempo, apoio mútuo e outros.  Sempre que possível, durante as aulas remotas, observe se o seu filho está conseguindo participar, ouvir e ser ouvido, comunicar suas ideias e interagir no geral. Apesar de estarmos em aulas remotas, os alunos estão sendo muito exigidos e ser expostos a tantos desafios e mudanças, proporcionam a eles o desenvolvimento de muitas habilidades importantes. Incentive e mostre a eles o quanto estão ganhando estas habilidades.

Temos esperança de que em breve o isolamento social acabará. Até lá, nós, da equipe Evoluir, nos disponibilizamos a ajudar as famílias que necessitarem de suporte neste momento tão desafiador.

Um abraço e até o próximo post!

Bárbara Borges – Psicóloga

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp